NUNCA DEIXE SEU AMOR POR NADA

Olá meninas, faz tempo que não coloco nada aqui no blog, mas hoje vai ser diferente, hoje vou contar parte da minha historia com o grande amor da minha vida, que não teve um final feliz, mais acho que a historia servira de inspiração a alguém ! Espero que gostem.

Esta é uma historia real de um casal chamado de André e Clara, que tiveram que se separar por vários motivos e que mesmo se amando não tiveram forças para prosseguir com esse amor. Ele tomou uma decisão drástica mais ela acreditava que ele poderia mudar, e que através dele a mãe dela poderia repensar sobre os dois.

O primeiro encontro do foi no shopping manauara no dia 13 de outubro de 2015, o lugar onde André iria encontra-la era em frente a igreja universal em um bairro vizinho de onde Clara morava. Como todo mundo fica nervoso no primeiro encontro, ela sentia muito frio na barriga quando eu o viu, ficou com mais frio ainda, ela o achava doce e lindo, e que logo de primeira já a tratou super bem.

No caminho ao shopping com muita vergonha de abraça-lo para me segurar nele, ela preferiu ir se equilibrando como dava, até ele pediu para que a Clara se segura nele.  Estava sendo um dos momentos únicos da vida dela. Quando chegaram ao shopping deram um abraço um ao outro, foi tão lindo que ela sonha com cada detalhe todos os dias, nesse dia o casal assistiu a um filme de comédia, que ela achava um Máximo, mas ele não gostou muito porem assistiu.

A sessão dos dois começava às 21hs e como chegaram as 19hs ficaram conversando na praça de alimentação, sua conversa foi bastante foi bastante produtiva sobre vida deles, sobre as mães deles, e logo de cara ele disse a ela que não queria namorar, por que queria estudar alcançar as suas perspectivas de vida, e queria que conversassem e se conhecessem mais, antes que pensassem em um relacionamento futuro.

Como ela já havia sofrido muito por amores não correspondidos teve a mesma resposta por que já estava meio sem esperanças de encontrar um amor, então disse a ele que não queria namorar ainda também, por que queria conhecê-lo mais.

E então continuaram com a agradável conversa, até que ele a beijou, aquele foi um dos beijos que mais Clara se impressionou e que foi o mais apaixonante da minha vida, o mais lindo de todo o universo. E quando percebemos as horas haviam se passado e nós já estávamos em cima da hora para assistir o nosso filme. E então fomos, na sala de cinema vi o quanto ele estava sendo um cara incrível, ele me abraçava tanto, me deu até Milk skake na boca, eu achei tão fofo, e fui me apaixonando sem perceber. Os abraços dele sempre foram cheios de carinho e amor. Mas ele estava odiando o filme, mas assistiu mesmo sem querer.

Quando o filme acabou já era bem tarde e ficamos preocupados por que meus pais podiam brigar, mas continuamos a nossa viagem de moto, eu senti que ele estava com medo devido a minha casa ser bem longe de e onde ele morava e na época era muito perigoso, então ele foi e me deixou na minha casa, quando eu desci da moto ele me deu mais um beijo, e cara o foi o beijo mais incrível de toda minha vida, naquele momento percebi que algo entre nos estava brotando, algum sentimento nasceu ali, quando abri o portão de casa que olhei pra cima lá estava minha mãe morta de preocupada comigo por que já era 00:30hs, quando me viu perguntou logo, cadê quem é esse menino que você saiu, que não vem nem falar comigo, ai eu disse logo pra ela, mãe ta tarde ele tinha que ir embora já, ai a minha mãe se acalmou.

Assim que ele chegou na casa do pai dele fica próximo a minha ele me ligou, aviando que já tinha chegado, e eu ainda nem tinha mudado de roupa e nós começamos a conversar de novo, mas dessa vez bem mais descontraídos, falei pra ele como eu estava nervosa de ter visto ele, afinal nós nos conhecíamos mais nunca havíamos chegando tão perto um do outro, ainda mais como homem e mulher. E em um momento da nossa conversa ele me disse: – eu estou com vontade de te chamar de amor! Na hora eu paralisei, por que eu fiquei feliz em saber que ele queria que eu fosse o amor dele. Eu disse que não havia problema e que ele poderia sim me chamar de amor.

E deste de então passamos a conversar, e dentro de alguns dias ele disse que queria namorar comigo e eu já estava envolvida, porém um medo dentro de mim se criava, por eu já ter me decepcionado tantas vezes, por eu não conseguir um amor, e logo pensei vou aceitar mais não vai durar muito tempo.

E em uma de nossas conversas eu o disse que para namorar comigo ele deveria falar com o meu pai, por que na minha família tudo funcionava como nos tempos antigos, e na hora ele disse que topava, e então marcamos o dia…

No dia 24 de outubro de 2015 em uma bela tarde de feriado o telefone toca e era ele dizendo que já havia chegado à hora meu coração disparou, tremi por dentro, fui na frente da minha casa e lá estava ele, todo lindo e de óculos escuros, meu pai estava na rede e minha mãe na cozinha, e todos nos começamos a conversar, meu pai jamais havia conversando com alguém como conversou com ele, meu pai realmente gostou dele, já a minha mãe sempre foi mais durona e nunca aceitou o nosso relacionamento, mas ele era um homem bom, mas possuía alguns defeitos que para ela não daria certo. Depois ele soube que eu tinha um violão ai ele pediu pra eu pegar, e começou a tocar e ainda queria que eu cantasse, mas sempre tive vergonha de cantar na frente dele.

Imagens da Internet

Deste então ele passou a frequentar a nossa casa, ele e meu pai se davam muito bem papai brincava com ele e as vezes me fazia vergonha na frente dele mais era normal do papai já, ate que com poucos dias que estávamos namorando uma tragédia aconteceu.

No dia 05 de novembro de 2015 houve um assalto na loja em que eu trabalhava com meu pai, e durante este assalto meu pai foi baleado nas costas covardemente. Ali naquele momento perdi meu chão, quando recebi a noticia do hospital que ele havia falecido, eu perdi todas as minhas esperanças, perdi tudo que eu tinha de mais precioso. Não lembrei de nada, corri na sala onde eu estava e liguei para o André e contei o que havia acontecido, e pedi que ele viesse o mais rápido possível até onde eu estava.

Imagem da Internet

Quando ele chegou eu estava muito mal e naquele dia o caminho da minha casa foi o mais longo de toda minha vida, mesmo estando com ele tudo parecia não ter sentido, chegamos até a casa do pai dele, que na verdade até hoje não lembro o que ele disse pra mim, foi um péssimo dia para eu conhecer meu sogro. E continuamos indo para a minha casa, quando cheguei próximo minha tia estava desesperada, meus primos e  primas, vizinhos e colegas estavam todos chocados com aquele fato e que mesmo assim eu tinha forças para contar, naquele momento mesmo sabendo que meu pai havia sido morto não derramei nenhuma só lágrima, por que ainda estava tentando processar a informação. E ele ali mesmo sem dizer nada estava do meu lado me dado o apoio necessário que eu precisava, nesse dia como ele havia acabado de sair do trabalho precisou ir em casa tomar um banho e ir pra onde eu estava novamente.

Depois desse acontecimento vieram os problemas na minha vida e na dele, minha mãe começou a pegar no pé dele, começou a falar dele e a nossa relação foi ficando desgastada por causa da minha mãe. Ela não entendia o quanto eu o amava, e o quanto queiramos estar juntos. Mas ele foi suportando com força e coragem e que me surpreenderam. Sonhávamos muito com o dia em que poderíamos ter nossa casa e nossas coisas.

Até que chegou um momento em que ele me deu uma aliança, nesse dia minha mãe quis morrer, o que ela não entendeu era que era apenas uma aliança de compromisso e que estávamos firmando que queríamos levar nosso relacionamento a serio. Ele pediu pra que eu orasse, mas eu fiquei toda sem jeito, mais mesmo assim eu orei. Pedi naquele momento que Deus abençoasse o nosso amor e que durasse para sempre.

E os dias foram passando e a gente vivendo intensamente o nosso amor, até que de uma hora para a outra as coisas começaram a ficar ruins. Devido as brigas da minha mãe ele foi se afastando, já não queria está muito na minha casa, queria que eu fosse mais para a dele, quando saiamos ele já não queria mais entrar e assim nossa relação foi desmoronando aos poucos até que chegou o fim.

O amor é uma infinidade de sentimentos, baseados em tratamentos que recebemos, se te tratam mal você trata mal, se te dão amor, você da amor, mas no fim de tudo não sabemos o que o amor realmente é. Ele faz bem, faz mal, te faz chara, te faz sorrir, mas lá no fundo ainda precisa ser estudado para que possamos o compreender. Mas mesmo assim eu credito que o amor é capaz de vencer tudo, de vencer a distancia, de vencer as dificuldade e os problemas, do meu amor eu ouvi muitas vezes que me amava, e que me amava mais que tudo, porem já não podia esta comigo por que havia outras pessoas que não acreditavam no amor dele por mim. Mas um questionamento me cercou. Se você me ama por que não pode ficar comigo? Se o seu amor é maior que tudo? Duvidas essas que eu me pergunto até hoje, e o final dessa historia pode acabar aqui mais basta nos decidirmos se vamos por um fim a ele.

Historias como essas acontecem varias vezes, e com quase todo mundo, mas algumas o tempo passa e o amor permanece, mas a outras que escolhem caminhos diferentes. E tudo que você viveu com aquele ser humano que você amava virou pó, acabou por que não era o momento de estarem juntos, mas nós não sabemos se não era o momento ou se não foi você que não deu a oportunidade de fazer diferente de ser um recomeço.

Eu acredito em Deus e nas suas maravilhas, e apesar de todos os meus defeitos amo muito a Ele. E acredito que não existe uma pessoa certa para cada um de nós, mas acredito que se essas duas pessoas estiverem em um só propósito à benção é alcançada e o amor pode ser vivido em paz. O meu se foi por que não acreditava que poderíamos orar e buscar juntos a Deus, e que poderíamos mudar o pensamento contrario de minha mãe, e que poderíamos consertar os erros do passado, mas não o julgo por isso todos nós, temos o direito de escolher o caminho a seguir e como quem queremos seguir esse caminho. A vida é feita de escolhas muitas delas ruins mais outras muito boas, a distancia separa dois corpos mais nunca dois corações, o amor precisa se sentido e não racionado, muitas de nossas escolhas são fruto do que queremos, mas que nem sempre são os que Deus quer pra nós.

Se você ama alguém não o deixe partir sem antes você dizer o que sente por ela, sem antes dizer o que você quer que aconteça com essa pessoa, jamais diga algo que possa fazer mal ao seu amor, nunca deseje o mal a ela, haja como se não fosse um adeus, se comporte como se fosse um tempo. Ore ao Senhor seu Deus, e peça que ele trate e que Ele tire esse sentimento que toma de conta do seu coração, e que se Deus não tiver um propósito com vocês dois que ele possa colocar no seu coração a tranquilidade de viver em paz com você mesmo, e nunca desista do seu amor, Antes que ele se vá diga o quanto o ama, e tente mudar o pensamento dele, faça-o pensar em tudo que viveram, em todas as alegrias e que se mesmo assim não puderem estarem juntos encare isso como um recomeço de sua vida e que uma nova fase comece para você.

2 Comments

  1. Darlene R. Faria

    13 de Maio de 2017 at 15:27

    Primeiramente: Sinto muito por ter perdido teu pai…
    Linda e triste essa história… Quem sabe um dia vocês não se reencontram?Se for pra ser, será!

    Beijos

Comente!

%d blogueiros gostam disto: